jusbrasil.com.br
3 de Junho de 2020

Eliseu Padilha: dissidências como as do PMDB gaúcho ajudam explicar ausência de projeto nacional de poder

Padilha lembrou que fica sem mandato no final do ano e que vai trabalhar para a unificação da legenda.

Eliseu Padilha, Advogado
Publicado por Eliseu Padilha
há 6 anos

Deputado federal disse que vai trabalhar pela unidade partidária.

Eliseu Padilha dissidncias como as do PMDB gacho ajudam explicar ausncia de projeto nacional de poder

O deputado federal Eliseu Padilha (PMDB) criticou o que chamou de dissidentes do partido ao falar do grupo gaúcho que não seguiu a orientação nacional pedindo apoio à presidente Dilma, reeleita neste domingo. Ele avaliou que essa é uma situação que precisa ser corrigida e atribuiu a essa falta de unidade, em parte, o fato de o partido não ter um candidato à presidência da República. A legenda mantém a vice-presidência na pessoa de Michel Temer.

Padilha lembrou que fica sem mandato no final do ano e que vai trabalhar para a unificação da legenda. Ele deixou um recado indicando que quem não está satisfeito com as decisões nacionais deve seguir outro caminho. Questionado se a orientação vai ser aguardar que os dissidentes se desfiliem ou se o partido deve tomar a iniciativa de afastar, comentou que o momento é de buscar a unidade partidária: “eu penso que o que passou passou… o ontem não conta nesse processo”, disse.

O PMDB elegeu o maior número de governadores nas eleições deste ano. Vão ser sete chefes de Executivos. Além de José Ivo Sartori, foram eleitos neste domingo Luiz Fernando Pezão (RJ) e Confúcio Moura (RO). Outros quatro já haviam sido escolhidos no primeiro turno: Paulo Hartung (ES), Renan Filho (AL), Jackson Barreto (SE) e Marcelo Miranda (TO). Em segundo lugar no ranking dos governadores estão PT e PSDB, com cinco eleitos cada.

Fonte: Rádio Guaiba http://www.radioguaiba.com.br

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)